Conjugate the Plural 2021, GIAJG Guimarães, photo by Alexandre Delmar Conjugate the Plural 2021, GIAJG Guimarães, photo by Alexandre Delmar Conjugate the Plural 2021, GIAJG Guimarães, photo by Carla Cruz Conjugate the Plural 2021, GIAJG Guimarães, photo by Carla Cruz Conjugate the Plural 2021, GIAJG Guimarães, photo by Carla Cruz Conjugate the Plural 2021, GIAJG Guimarães, photo by Carla Cruz Conjugate the Plural 2021, GIAJG Guimarães, detail, photo by Alexandre Delmar Conjugate the Plural 2021, GIAJG Guimarães, detail, photo by Alexandre Delmar Conjugate the Plural 2021, GIAJG Guimarães, detail, photo by Carla Cruz Conjugate the Plural 2021, GIAJG Guimarães, detail, photo by Carla Cruz

Conjugate the Plural

MISTÉRIOS DO FOGO AS “MATERNIDADES” NA COLEÇÃO DE JOSÉ DE GUIMARÃES com José de Guimarães, Maria Amélia Coutinho, Yasmin Thayná, Carla Cruz e MPGDP integrado no programa artístico “Nas Margens da Ficção” com curadoria geral de Marta Mestre, apresentado no CIAJG (Centro Internacional das Artes José de Guimarães) de 16 de Abril a 5 de Setembro de 2021.

Conjugar no Plural é um projeto de pesquisa de longa-duração sobre ações, vozes e poderes no feminino. O convite para expô-lo no CIAJG materializa-se através de três tipos de suportes: uma intervenção mural, um poster e um áudio. Este conjunto acentua as ideias de diversidade, horizontalidade e pluralidade, como contrapontos a sistemas hierárquicos, especialmente no meio cultural.

A intervenção mural dá continuidade a All My Independent Women (AMIW), projeto que iniciei na cidade de Guimarães, em 2005 (Sociedade Martins Sarmento). AMIW é uma rede de artistas que utilizam metodologias feministas para produzir gestos artísticos. Sob a forma de uma lista, em aberto, o projeto tem vindo a crescer e foi mostrado em outras cidades (Coimbra, em 2010; Viena, em 2011; Londres, em 2012). Também incorporou temas como as Novas Cartas Portuguesas (1972), obra literária das escritoras portuguesas Maria Isabel Barreno, Maria Teresa Horta e Maria Velho da Costa, e o “arquivo” enquanto espaço de produção, preservação e performatividade.

No CIAJG, a intervenção mural tece os fios que ligam os “poderes da persuasão” (“soft power”) encabeçados por mulheres, e alude ao episódio do apoio das senhoras vimaranenses à desanexação de Guimarães do distrito de Braga e subsequente união ao Porto, no final do séc. XIX. Um quadro comemorativo sobre esta ação histórica, pertencente ao Fundo Vimaranense da Sociedade Martins Sarmento, é incorporado a este mural.

O poster é um trabalho colaborativo com as designers “Joana & Mariana”. Nele, abordam-se texturas e iconografias relacionadas às lutas feministas, em Portugal. Nele celebra-se a força coletiva que existe por detrás de todos os direitos fundamentais. É também um lembrete sobre a necessidade da defesa continuada destes direitos. Impresso em offset, tem distribuição gratuita.

O áudio funciona como um coro de vozes, uma polifonia. Nele relato episódios históricos, fatos e suposições, ações concretas e utopias ao redor de grupos de mulheres portuguesas. O fio condutor entre os diferentes episódios é a busca de uma comunidade, como a que fala Adrienne Rich em Conditions for Work: The Common World of Women (1976). Que encoraja o nosso trabalho a chegar mais longe do que havíamos ousado. Segundo Rich, as mulheres “procuraram-se” em comunidade, fortaleceram-se mutuamente. Hoje, como então, precisamos de conjugar no plural, fortalecer e estender as nossas redes.

AUDIO

Este áudio faz parte da instalação Conjugar no Plural (2021) da artista Carla Cruz, que integra a exposição “Mistérios do Fogo: as maternidades na coleção de José de Guimarães”.

Ficha Técnica do podcast

Texto Carla Cruz Edição de texto Gisela Leal Leitura Carla Cruz e Rita Eustáquio Gravação áudio Carla Cruz, Luís Eustáquio e Rita Eustáquio Edição áudio Carla Cruz e Andi Studer

Faixas musicais (excertos)

Sisters, The Stepney Sisters, 1975 Deceptacon, Le Tigre, 1999 À Pátria, Viana da Mota, 1894 Debout les femmes, 39 Femmes, 2018  (1971) Com quem eu quero, Miúda, 2012 Independent Women Part I, Destiny’s Child, 2000 U.N.I.T.Y., Queen Latifah, 1993 Assim Não, Gato Fedorento, 2007 Mequetrefe, Arca 2020 Bad Reputation, Joan Jett & The Blackhearts, 1980